Carletto alega que filha tem problemas com álcool e que história foi ‘mal contada’

Foto

Carleto explica

O deputado federal Ronaldo Carletto (PP) afirmou que os problemas de relacionamento com a filha, Marília Gabriela, foram causados pela própria mulher e sugeriu que ela tivesse problemas com alcoolismo. Em nota enviada ao Bahia Notícias, a assessoria do parlamentar nega que ele tenha sugerido o aborto ao saber da gravidez ou que tenha tido um caso extraconjugal, já que na época era solteiro (entenda aqui).

“A história de vida e de trabalho do deputado federal Ronaldo Carletto (PP-BA) não se resume a este episódio isolado e mal contado. […] Após mais de 20 anos, Marília Gabriela surgiu alegando ser filha do deputado. Ele não se negou a fazer o exame de DNA, que acabou confirmando a paternidade.

Desde então, ela passou a receber uma pensão e a frequentar o seio da família Carletto. No entanto, começaram a surgir conflitos familiares gerados por Marília Gabriela com os irmãos e a esposa de Ronaldo”, diz o texto.

Segundo a nota, Carletto custeou as despesas de duas faculdades da filha e, no ano passado, montou um consultório odontológico completo para ela em São Paulo.

“Hoje, a preocupação de Ronaldo Carletto como pai é a falta de controle da filha Marília Gabriela, hoje com 31 anos, com o álcool. O deputado lamenta que a história tenha vindo a público de forma precipitada e distorcida.

O que se alega como esquecimento ou distanciamento não corresponde à realidade, já que como pai de Ana Carolina, Tassizo Neto, Felipe e Marília Gabriela sempre foi um exemplo em casa e no trabalho”, conclui o documento.

 

Fonte: Bahianoticias.com