Cristã, vencedora do Masterchef não quer ser símbolo do feminismo

Foto

Dayse, a vencedora da última edição do reality show gastronômico Masterchef, venceu o concurso na última terça-feira (13/12). A vitória, que segundo jornalistas representou uma vitória contra o machismo, se deu após a jovem permanecer na competição, mesmo em meio ao preconceito.

No entanto, em matéria divulgada pela Ilustrada, na Folha de S.Paulo, Dayse disse, com o troféu em mãos e no estúdio da TV Bandeirantes, que não pretende ser “símbolo do feminismo, porque não sou feminista”, afirmou. A jovem, evangélica, dedicou sua vitória ao pai e a Deus.

“Não esperava isso, tanto que as pessoas ficaram mais bravas do que eu mesma. Mas o importante é a forma com que você trata isso. Se não ligar, tudo bem. As pessoas compraram uma briga que nem era minha”, disse Dayse, que pretende quitar sua casa com o valor ganho no programa.

Enquanto era tirada de cena em meio a selfies, Dayse completou seu raciocínio. “A pessoa só é ofendida se ela se sente ofendida. O importante é ser quem você é”, completou a jovem.

Fonte> Gospel Prime