Descoberta de sinagoga do 1° século confirma relatos do Novo Testamento sobre Jesus

Foto

A recente descoberta das ruínas de uma sinagoga do primeiro século em Israel confirmam relatos históricos da vida de Jesus, encontrados no Novo Testamento.

Localizadas perto do Monte Tabor na Reserva Natural de Nahal Tavor, na Baixa Galiléia, em um local chamado Tel Rechesh, as ruínas da sinagoga remontam ao tempo do período do Segundo Templo, que terminou em 79 d.C., quando os romanos atacaram Jerusalém.

Motti Aviam — pesquisador-sênior do Instituto Kinneret de Arqueologia, da Faculdade Kinneret, no Mar da Galiléia — explicou em um comunicado o que significa esta descoberta da escavação em Tel Rechesh.

“Esta é a primeira sinagoga descoberta na parte rural da Galiléia e confirma a informação histórica que temos sobre o Novo Testamento, que diz que Jesus pregou em sinagogas e em aldeias da Galiléia”, explicou Aviam, conforme relatado pelo site israelense ‘JNS’.

O site ‘Haaretz’ (também israelense) observou que, embora houvesse outras sete sinagogas do período do Segundo Templo já descobertas antes, a que está em Tel Rechesh foi a primeira a ser encontrado em um ambiente rural, em vez de uma região urbana.

“As inscrições e fontes históricas mostram que as sinagogas do período foram utilizadas para reuniões, leituras da Torá e estudos, em vez de cultos. A leitura da Torah e as reuniões de oração não eram regulares”, relatou o ‘Haaretz’.

Fonte> CPADnews