Discurso vexatório da prefeita de Porto Seguro repercute na Bahia inteira, mas e se fosse o contrario?

Foto

A população ouviu com nojo e repulsa a prefeita de Porto Seguro, Claudia Oliveira (PSD) subir em um palanque para anunciar a conclusão da obra da estrada da colônia, porem, meio ao seu discurso, não se sabe se induzida por alguém ou se é do caráter da prefeita proferir frases baixas e sem pudor, ela afirmou que presentearia um radialista de Eunápolis com uma calcinha, não satisfeita, a filha da prefeita também se dispôs ao mesmo inclusive ambas decidiram até as cores da calcinha, a prefeita doaria uma calcinha vermelha, e a sua filha Larissa doaria uma calcinha Azul.

E SE FOSSE O CONTRÁRIO?

Atualmente os discursos em defesa da mulher, e em prol da família tradicional Brasileira têm ganhado cada vez mais força e destaque.

Vários movimentos são realizados neste sentido, mobilizações, etc.

Porém, nos causa espanto um discurso totalmente sem pudor, e inclusive “pejorativo” tenha partido justamente de uma mulher, a primeira dama ainda em sua fala, afirmou que após o radialista utilizar a calcinha, ela ficaria “LINDA” fazendo alusão a uma suposta homossexualidade escondida do radialista.

Para quem não sabe, o radialista é ninguém menos que Anaildo Colônia, pessoa que se destacou justamente por utilizar os microfones da Super 98FM para cobrar, denunciar e expor as mazelas existentes no município, um homem casado, pai de família que foi moralmente exposto pela prefeita.

A prefeita Cláudia Oliveira pode responder por mais um processo por CRIMES CONTRA A HONRA, pois, atribuiu a Anaildo Colônia uma conduta que difere dos seus princípios morais.

PREFEITA CONHECIDA POR AFIRMAÇÕES COMPROMETEDORAS

Devemos relembrar do vídeo em que a Prefeita alega escancaradamente que desviaria UM BILHÃO de uma obra publica.

“Estou visitando aqui meu povo, povo da periferia. Eu colocarei emendas, farei projeto para uma ponte que vai beneficiar aqui toda a comunidade.

Uma ponte onde serão investidos dois bilhões. Um bilhão eu fico”, comentou Cláudia olhando para a câmera. O seu marido ainda a alerta para a gravação.

“Ó, tá gravado, viu? Tá gravado tudo aqui. Tá tudo gravado e eu vou botar na Globo. Nessas coisas que sai”, disse ele, na época da filmagem.

De acordo com a deputada, o seu marido gravou o vídeo no celular em 2010.

Ela alega que o aparelho foi furtado e que no trecho em que ela teria falado sobre o desvio de R$ 1 bilhão alguma pessoa teria feito alteração no que realmente teria dito. “A gente estava falando a respeito dos peixes.

Dizíamos que iríamos comer os peixes e que depois iria comer o agulhão.

E eles fizeram essa montagem, colocaram legenda”, comenta.