Em 2015 pastor recebeu visão sobre o PT: “Deus me mostrou o sepultamento do partido”

Foto

Triturado nas eleições de 2018, pela primeira vez desde a eleição presidencial de 2002, o Partido dos Trabalhadores (PT) saiu derrotado das urnas e está fora do comando do Palácio do Planalto.

Em 2016, o impeachment da presidente Dilma Rousseff já tinha tirado o poder das mãos do partido, que tentou voltar lançando o candidato Fernando Haddad, mas não obteve o mesmo sucesso nas urnas.

Até seus líderes têm buscado entender o porquê desse massacre, não vendo eles que essa ideologia defendida pelo partido é o mal dele.

Jair Bolsonaro é o novo presidente do país e sua campanha não apenas derrotou o PT como o humilhou nas urnas. Foi uma verdadeira luta de Davi contra Golias.
Uma campanha modesta, mas com apoio popular derrotou uma milionários que tinha por trás a grande imprensa, o sistema e as fake news.

Profecia:

Agora, após as eleições, fieis fizeram vir para as redes sociais um vídeo sobre uma pregação no ano de 2015, onde mostra o pastor Washington Luiz, da Assembleia de Deus Comadesma, falando de uma visão sobre a queda do Partido dos Trabalhadores.

“Deus me mostrou claramente o sepultamento do partido que governa”, disse o pastor durante da pregação feita em um congresso na cidade de Tucuruí-PA.

A época da visão, o Brasil estava no quarto mandato do PT sob a presidência de Dilma Roussef, afastada em no ano seguinte por um impeachment.

“Digo aqui, digo na frente de quem quiser. Deus me mostrou eles sendo sucumbidos pelos próprios atos” frisou o pregador.

Novo tempo:

O pastor Washington ainda falou para os fiéis que “Deus estava tomando as rédeas da nação nas mãos”.

“Chega de tanta coisa que fizeram para tentar deturpar, parar, atrofiar o projeto de Deus”.

Profeta aprovado;

Para quem ainda estava em dúvida sobre a confiabilidade da mensagem entregue pelo pastor, ele relatou que ano anterior, em 2014, tinha pregado no mesmo lugar e profetizou sobre a crise que se abatia naquele momento sobre o Brasil, fato confirmado pelos presentes em cima do púlpito.

“Eu preguei o ano passado, falei da crise de 2015. Quem lembra? o país está em crise ou não está?(fiéis, pastores e alguns políticos que estavam no altar confirmaram)”.

 

 

 

 

 

Fonte> JMNOTÍCIAS