“Ensinar sexo na escola pode, o Hino Nacional não”, reclama Silas Malafaia

Foto

O pastor Silas Malafaia comentou a polêmica gerada pela carta enviada pelo ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, que pedia para que os professores filmassem as crianças cantando o Hino Nacional.

Malafaia entende que o maior problema do pedido feito por Vélez foi usar o slogan da campanha do presidente Jair Bolsonaro, “Brasil acima de tudo e Deus acima de todos”, mas que não é errado incentivar que os alunos cantem o Hino Nacional.

“Acho interessante ver colunistas famosos de jornal metendo o pau porque a ditadura também colocava a criança [para cantar o Hino], mas não vi nenhum colunista desses falar da erotização das crianças nas escolas que é proibido no ECA e em tratados internacionais”, criticou.

Malafaia entende que em qualquer nação civilizada se ensina o Hino Nacional e não é um problema. “Temos que ensinar patriotismo para as crianças”, completa. “Vamos ensinar as crianças a amarem essa nação”, afirmou o pastor.

 

 

 

 

Fonte> Gospel Prime