Eunápolis: Os detalhes do contrato de J.Bastos de R$ 90 mil com a Câmara

Foto

O locutor J.Bastos não mede as palavras para difamar quem quer que seja. Com sua postura irresponsável, linguajar chulo do vocabulário de gangues e presidiários, ele usa criminosamente o microfone da rádio Ativa FM, controlada pelo deputado Robério, colecionando processos judiciais para si a para a emissora, caluniando, difamando, ofendendo, causando danos morais, assassinando reputações, com mentiras, injúrias e ataques a alvos de interesse dos seus patrões.

Bastos também comete flagrantes crimes eleitorais fazendo intensa campanha do deputado Robério a prefeito de Eunápolis, batendo forte nos possíveis opositores ou com ameaças, causando pânico na população, principalmente na questão da saúde. A rádio de Robério se tornou um palanque eletrônico ao estilo dos que ele próprio enfrentou e enfrenta na carreira política. 

Nesta quinta-feira (8), J.Bastos reagiu a uma postagem publicada no SITE registrando o racha político entre o prefeito Neto Guerrieri (PP) e o deputado Robério (PSD), tendo como origem os ataques criminosos contra o prefeito e sua equipe, como forma de pressão para que o gestor desista de uma provável reeleição e abra caminho para a candidatura de Robério.

E justificando a acusação do vereador Adelson do Alecrim, vítima de flagrante racismo por parte do locutor, entre outros ataques, de que J.Bastos estaria revoltado com a Câmara de Vereadores porque não teve renovado um contrato de assessoria de imprensa, celebrado na legislatura anterior, onde recevia R$ 9 mil por mês, o locutor cometeu mais uma injúria.

Bastos rebateu as acusações de Adelson, afirmando que no tal contrato, de cerca de R$ 90 mil global, ele teria emprestado sua empresa ao presidente da Câmara, na época, o vereador Ubaldo, para que fossem feitos repasses a setores da imprensa local, citando o meu nome (jornalista Geraldinho Alves) que recebia R$ 1,5 mil desse contrato.

Fonte: Bahia40graus.com