Filhos de Pastores do Piauí tocam projeto de evangelismo e obra social

Um projeto que nasceu no coração de Deus, e foi entregue como um presente aos filhos de pastores do estado do Piauí tem gerado bons frutos e mobilizado os cristãos a levarem a Palavra do Senhor, acompanhada do serviço que a comunidade local necessita.

A ideia foi despertada após Lucas Castelo Branco, diretor e idealizador do “Chamados para uma grande obra”participar de dois projetos missionários comandados pelos cantores Samuel Mariano e Juliano Son.

Ele conta que observou nos dois projetos, a forma como eles trabalhavam e viam seu estado, e a carência para se fazer missões.

Com isso, se sentiu triste e incomodado por ver que pessoas de outros lugares distantes estavam indo fazer a obra de Deus lá, e eles mesmo tinham se acomodado, e não estavam fazendo nada.

“Daí surgiu a ideia de criar um projeto evangelístico, missionário e social aqui; compartilhei com um amigo, também filho de pastor, e ele sugeriu fazermos com os próprios filhos de pastores do nosso estado.

Nesse momento, pude sentir tudo em meu coração, foi como o teaser de um filme na minha mente, e comecei a planejar tudo”, conta Lucas.

Com o apoio do pastor presidente da Associação dos Filhos de Pastores do Piauí (AFPP), Besaleel Assunção, o projeto finalmente saiu do papel, e começou a ser implantado em abril de 2016.

Na ocasião, nove filhos de pastores que não tinham nada além da vontade e a disposição para o campo, viajaram cerca de 480 km até o primeiro povoado, Curralinho.

“Aconteceram vários imprevistos na viagem, levantes do inimigo por que ele via que nascia algo grande que incomodaria o inferno. Mas enfim chegamos no povoado e evangelizamos.

À noite, houve uma grande cruzada, onde tivemos sete conversões, seis reconciliações e muitos jovens que fizeram uma nova aliança com Deus”, testemunha o diretor.

 

 

 

Fonte> CPADnews