Idosa de 88 anos evangeliza cidade

Foto

Mesmo com a idade avançada, Buena Huffman, de 88 anos, continua exercendo seu ministério em Missouri, nos Estados Unidos. Por causa de sua influência, ela passou a ser respeitada em Eldon, uma cidade de cerca de 4.600 habitantes.

“Ela prega a Palavra”, disse Joyce Sullens, 79 anos, à AG News. “E as pessoas por toda a cidade ligam quando precisam de ajuda”. 

Buena, que completará 89 anos em dezembro, ministra em uma casa de repouso todos os domingos antes da igreja. Ela faz parte da Assembleia de Deus de East Side, que conta com 75 membros e apoia mais de 20 missionários mensalmente.

“Não temos uma grande banda ou um grande prédio, mas temos a Palavra”, destaca Buena. 

Na East Side, Buena oferece estudos bíblicos — atualmente ela está ensinando sobre as profecias e o Livro do Apocalipse. Com as crianças, além de ensinar a Bíblia, ela incentiva atividades extras como um projeto de alimentação.

“Ela é uma bola de fogo”, diz Melissa Mentel, diretora do ministério infantil, de 39 anos. “Ela recebe bilhões de telefonemas; ela nunca está ocupada demais para ajudar alguém”.

Buena foi criada em uma fazenda próxima à cidade de Sparta, Missouri. Em 1949, Buena se casou com seu namorado do ensino médio, Elwyn Huffman e, mais tarde, a família se mudou para Kansas City. 

Na Assembleia de Deus de Blenheim, em Kansas City, Buena atuou por 16 anos no ministério infantil, realizando cruzadas e indo a bairros pobres para convidar as crianças.

Durante uma cruzada infantil na Assembleia de Deus de Swope Park, muitos dos pais aceitaram Jesus como Salvador, incluindo uma mulher que sobrenaturalmente recebeu a capacidade de tocar piano. 

Os organizadores pediram a Buena que continuasse as reuniões. Inicialmente, ela se sentiu insegura, pois sabia apenas como pregar para crianças. Mas, inspirada por sua avó, que era uma pregadora, ela concordou.

Elwyn continuou trabalhando como carpinteiro e professor. Buena, ordenada em 1967, tornou-se pastora da Assembleia East Side dois anos depois.

Mas meio século atrás, apesar da doutrina da Assembleia de Deus nos EUA não restringir mulheres no ministério, nem todos os membros das igrejas rurais se sentiam receptivos a uma mulher no púlpito.

Buena encontrou muitos opositores, mas não desistiu, mesmo depois que Elwyn morreu aos 55 anos. 

 

 

 

 

Fonte> CPADnews