Jair Bolsonaro chega em carro aberto ao Congresso Nacional para posse

Foto

O trajeto de Jair Bolsonaro (PSL-RJ) até o Congresso Nacional foi feito em carro aberto, em sua companhia estavam a primeira dama Michele Bolsonaro e seu filho Carlos Bolsonaro.

Essa era uma grande dúvida na posse presidencial após recorrentes ameaças de atentado, inclusive articulação de facções que comandam presídios, revelada pela Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Sem chuva e com milhares de apoiadores nas ruas, Bolsonaro seguiu em carro aberto por todo o percurso entre a Catredral Metropolitana de Brasília para o Congresso Nacional.

Desde cedo, uma multidão se dirigiu à Esplanada dos Ministérios para acompanhar a posse de Bolsonaro e, sem chuva, a expectativa é de um público entre 250 e 500 mil pessoas.

No Congresso, Bolsonaro fez o juramento de cumprimento à Constituição, assinou o termo de posse e já é oficialmente o 38º presidente da República do Brasil.

Após ser empossado, Bolsonaro fez um discurso de cerca de 10 minutos agradecendo a Deus por sua vida e pediu que os parlamentares o ajudem com as mudanças que precisam ser feitas no país.

Ele reforçou seu compromisso de trabalhar “incansavelmente” para que o Brasil se torne uma grande nação.

Falou também em combater o preconceito, construir uma sociedade sem discriminação e prometeu combater a ideologia de gênero.

Bolsonaro ressaltou que montou sua equipe de forma técnica “sem o tradicional viés político”, que culminou em corrupção.

Afirmou também ser necessário que haja uma ruptura com “praticas nefastas” e ressaltou que estamos na maior crise ética e moral da história.

O presidente encerrou seu discurso com uma frase que o vem acompanhando desde a campanha política. “Brasil acima de tudo, Deus acima de todos”, recebendo os aplausos de todos os presentes.