Missionários levam o Evangelho aos surdos que são manipulados pelo Estado Islâmico

Foto

A Sociedade Bíblica dos Surdos começou um movimento para levar o Evangelho em libras para os deficientes auditivos no Oriente Médio pela primeira vez, a fim de combater os esforços do Estado Islâmico (EI) em recrutar os surdos da região.

Em todo o mundo, há pelo menos 400 línguas de sinais, mas apenas 20 delas têm conteúdos relacionados a Bíblia disponíveis. No Oriente Médio, não há uma língua de sinais com conteúdo bíblico que mostre aos surdos da região a esperança que eles podem encontrar em Jesus Cristo.

Muitas vezes, as comunidades surdas são esquecidas no Oriente Médio, e se tornam suscetíveis a cair na proposta de capacitação prometida a eles pelo EI.

Em março, o grupo terrorista publicou um vídeo de recrutamento com o objetivo de atrair pessoas surdas a aderir ao movimento jihadista. Diante disso, a Sociedade Bíblica dos Surdos sentiu o desejo de iniciar um processo de tradução da Bíblia para a língua de sinais no Oriente Médio, como forma de neutralizar a ação do EI.

“Muitas comunidades surdas foram realmente esquecidas pela sociedade, e quando eles se deparam com um vídeo como aquele, eles pensam ‘Uau, há um regime que realmente quer nos dar um lugar’. Mas é um falso poder. É um fortalecimento temporário. É uma esperança temporária, e mesmo assim ela não é a verdadeira esperança”, disse JR Bucklew, presidente da organização.

Fonte: CPADnews.com