NOTÍCIAS QUENTES
Capa / Notícias / MPF vai recorrer por pena maior a Lula

MPF vai recorrer por pena maior a Lula

Após a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a 9 anos e 6 meses de prisão pelo juiz federal Sergio Moro, nesta quarta-feira, a força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba informou que vai recorrer da sentença para que as penas dos réus, incluindo Lula, sejam aumentadas.

“A força-tarefa informa que vai recorrer da sentença, manifestando a sua discordância em relação a alguns pontos da decisão, inclusive para aumentar as penas”, escreveu o grupo, coordenado pelo procurador da República Deltan Dallagnol.

Apesar de comunicarem a intenção de recorrer, os investigadores do Ministério Público Federal afirmam que a sentença assinada por Moro “ostenta robusta fundamentação fática e jurídica, tendo analisado todo o enorme conjunto de provas apresentadas na denúncia e nas peças das defesas”.

Para rebater as alegações da defesa do ex-presidente e de integrantes do Partido dos Trabalhadores de que a condenação se deu apesar da falta de provas e reflete “perseguição política” de Moro contra Lula, a força-tarefa da Lava Jato enumera como evidências reunidas na investigação que culminou na sentença “centenas de documentos, testemunhas, dados bancários, dados fiscais, fotos, mensagens de celular e e-mail, registros de ligações telefônicas e de reuniões, contratos apreendidos na residência de Lula”.

Conforme os procuradores, “a sentença não só reconheceu que o ex-presidente recebeu o valor correspondente ao triplex e as reformas feitas nele a título de pagamento de propinas pela OAS, que totalizaram mais de 2 milhões de reais, mas também que o ex-presidente Lula é responsável pelo esquema de corrupção na Petrobras”.

Ao apresentar a denúncia contra Lula nesta ação, em setembro de 2016, Deltan Dallagnol gerou polêmica ao se valer de uma apresentação em PowerPoint para acusar o petista de ser o “comandante máximo” do petrolão sem, no entanto, denunciá-lo formalmente pelo crime de pertinência à organização criminosa.

No comunicado divulgado nesta quarta-feira, os procuradores afirmam que o MPF é uma “instituição é apartidária, técnica e busca investigar e responsabilizar todas as pessoas envolvidas em atos de corrupção, além de devolver aos cofres públicos os valores desviados nesse gigantesco esquema criminoso”.

Sobre Anaildo Colonia

Mundo Gospel

Apocalipse, da Record quer alertar o mundo sobre volta de Jesus
Convenção CEADEB indica nome para presidência da ADESAL
Descobertas ruínas da “fortaleza de Salomão”, mencionada na Bíblia
Após orações de amiga, judia se entrega a Jesus e abandona vida de vícios
Igreja Universal rebate Globo após “ataques mesquinhos”
Billy Graham completa 99 anos: ´Não sou um grande pregador, apenas dou o meu melhor´
Samuel Câmara oficializa desligamento da CGADB e forma nova convenção
Durante culto, jovem se converte e confessa assassinatos
Hinos da Harpa ganham versão em desenho animado
Damares apesenta novo videoclipe
Usado por Deus: Jimmy Mansur, um ministério impactante
Um grande legado: Pastor Adão Ferreira Lima, Monte Alegre em Guaratinga-Bahia
Scroll To Top