Muro temporário é construído para dividir árabes e judeus em Jerusalém

Foto

Dois terroristas palestinos do bairro árabe de Jabel Mukaber, localizado ao sul da parte oriental de Jerusalém, assassinaram dois homens judeus do vizinho bairro israele de Armon Hanatziv, após um ataque ao ônibus que cruza as duas vizinhanças. Neste domingo (18), quatro dias depois do incidente, a polícia israelense informou que um muro de concreto temporário está sendo erguido entre as comunidades.

A decisão foi tomada em menos de 72 horas depois que as entradas para o bairro árabe – onde residem vários autores dos ataques realizados recentemente em toda a capital – foram ordenadas a serem fechadas pelo gabinete de segurança emergencial.

Segundo a polícia, o muro composto por seis lajes de concreto em cinco metros de altura, será construído para bloquear os ataques de homens-bomba e o lançamento de pedras por por jovens árabes contra os moradores do bairro judeu. Grande parte da parede já foi construída na noite deste domingo. A polícia informou que a previsão é que a barreira seja concluída até o final da semana.