O mapa mundial da traição. Qual cidade lidera o ranking da pulada de cerca?

Foto

Há pouco mais de um mês, o Ashley Madison, site que facilita puladas de cerca, traiu a confiança de seus 37 milhões de usuários no mundo. Hackers conseguiram acesso às informações de pessoas que confiavam na rede social para garantir o sigilo de relações extraconjugais.

Algumas empresas de tecnologia desenvolveram gráficos bastante interessantes com base nas informações vazadas.

A Tecnilogica, empresa beaseada em Madrid, na Espanha, desenvolveu um mapa global da traição usando os dados de 30 milhões de usuários. É um mapa interativo, com duas possibilidades de filtro. O primeiro mostra as cidades com o maior número de adúlteros. O segundo mostra em quais cidades o número de homens representa mais de 85% da base de usuários. Os homens realmente dominam a prática.

O Dadaviz, site especializado em criar gráficos, tabulou os dados dos 30 milhões de usuários num ranking com as 25 cidades com maior número de adúlteros. E, Surpresa! São Paulo lidera a lista com quase 375 mil usuários. Em segundo lugar está Nova York, com 268 mil, seguida de Sydney, na Austrália, com 251 mil. Além de campeã da pulada de cerca, há duas cidades brasileiras no “top 25 global”: Rio de Janeiro (11ª) e Brasília (20ª).