Pastor Israel Alves Ferreira, fala sobre acordo com a CEADEB

Através de um vídeo publico nas redes sociais, o pastor Israel Alves Ferreira comentou o que o levou a aceitar o acordo com a Convenção Estadual das Assembleias de Deus na Bahia (CEADEB) para deixar a Assembleia de Deus de Salvador (ADESAL).

Foram anos de processo judicial até que ele aceitasse deixar a presidência da igreja.

Segundo ele, esses anos de processos o fizeram muito mal, afetando inclusive sua saúde, mas que ele resolveu aceitar o acordo após consultar seus líderes espirituais.

“Eu preferi recuar, mas antes de fazer isso eu procurei o pastor José Wellington Bezerra da Costa que sempre foi meu pai espiritual.

Que sempre foi um homem de Deus e que tenho um respeito por ele extraordinário. Procurei também o meu presidente José Wellington Bezerra da Costa Júnior”, declarou.

pastor Israel disse que sempre esteve contra o acordo, mas aceitou mudar seu posicionamento.

“Eu prefiro ser sacrificado, renunciar o pastorado da igreja, se for o caso, do que vê-la enfrentando uma crise maior do que ela vem enfrentando esses anos todos”, afirmou.

No relato, o pastor declarou que só se manteria contrário à decisão judicial caso outros pastores o apoiassem, mas como isso não aconteceu ele aceitou a transferência e deixou não apenas a presidência da ADESAL, mas também a presidência da Convenção CONFRAMADEB.

“Eu acho que chegou o momento de eu e o pastor Valdomiro Pereira da Silva agirmos em prol da Igreja do Senhor Jesus.

Não dá mais para prosseguir esse processo judicial que se eterniza em recursos e embargos, eu não quero mais”, completou.

Hoje, 4 de julho, haverá uma reunião ministerial na ADESAL e no dia 11 de julho, uma assembleia geral da ADESAL vai oficializar o acordado junto à igreja. A previsão é que ainda este mês ocorra a posse do novo presidente na ADESAL.

 

 

 

 

Fonte> JMNOTÍCIAS