Pastor Samuel Gonçalves pede que Brasil seja “a pátria de joelhos”

Foto

O Brasil em breve participará da Copa do Mundo na Rússia, onde tenta obter o hexacampeonato.

Grande parte da mídia já vem promovendo o evento e pedindo, como sempre, que o Brasil seja a “pátria de chuteiras”.

Porém, esse clima de euforia não é bem visto por quem percebe que isso tudo faz parte da constante tentativa de se ignorar os problemas do país.

O pastor Samuel Gonçalves, líder da Assembleia de Deus de Cabo Frio (RJ), fez um alerta em seu perfil do Facebook.

Lembrando que “nosso país vem enfrentando uma grave crise moral e econômica” e que estamos em ano eleitoral, “sendo que muitos dos que estão se candidatando possuem contra si processos e denúncias”, pediu que a Igreja vigie e não pare de interceder.

“A maioria da população vai torcer pela Seleção, esperando que ela traga para o Brasil mais uma Copa. Porém, isso não vai colocar comida na sua mesa, nem mais médicos nos hospitais públicos, e nem emprego para a população”, asseverou o pastor.

Embora reconheça que o futebol é uma forma popular de entretenimento, aponta que ele “só traz euforia, não gera mudança”.

Por isso, o pedido do líder pentecostal é que os brasileiros deixem ser “a pátria de chuteiras” e passam a ser “a pátria de joelhos”.

 

 

 

Fonte> Gospel Prime