NOTÍCIAS QUENTES
Capa / Notícias / Crime / Polícia Federal prende suspeito de lavar dinheiro para Odebrecht
Polícia Federal prende suspeito de lavar dinheiro para Odebrecht

Polícia Federal prende suspeito de lavar dinheiro para Odebrecht

Entre os presos na 20ª fase da Operação Lava Jato, deflagrada nesta segunda-feira (16) pela Polícia Federal, está Nelson Martins Ribeiro, classificado pelo juiz federal Sérgio Moro como um “profissional na lavagem de dinheiro”. Ele é apontado como mais um operador no esquema de corrupção da Petrobras, responsável por intermediar o pagamento de propinas entre empreiteiras e dirigentes da estatal. O Ministério Público aponta indícios de que Ribeiro agiu em favor do grupo Odebrecht.

Segundo os procuradores, o operador recebia dinheiro da Odebrecht e, poucos dias depois, repassava os valores para o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa. “Tais operações inserem-se, em suma, em uma das diversas camadas dos delitos de lavagens de ativos praticados pelo grupo Odebrecht, por seus operadores financeiros, no intuito de dissimular a origem e a destinação de recursos auferidos ilicitamente em contratos públicos. No presente caso fica bastante claro que Nelson Martins Ribeiro participou de lavagem de recursos que em parte foram ao final aportados, segundo até o presente momento já é possível concluir, em contas do então Diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa”, diz o Ministério Público.

Oderbrecho

Conforme as investigações, três empresas vinculadas a Ribeiro repassaram mais de 5 milhões de dólares para Costa, que firmou acordo de delação premiada e confirmou o funcionamento de um megaesquema de corrupção na petrolífera brasileira. As transferências foram constatadas em documentos encaminhados por autoridades das Ilhas Cayman, um conhecido paraíso fiscal.

As investigações verificaram mais de trinta ligações entre Ribeiro e Bernardo Freiburghaus, apontado como o operador das propinas negociadas pela Odebrecht. Ao pedir a prisão temporária de Nelson Ribeiro, a Procuradoria afirma que o operador “desenvolveu diversos atos de lavagem transnacional de ativos em favor do Grupo Odebrecht por intermédio da realização de transações financeiras ilícitas no exterior a partir de contas sediadas nas Ilhas Cayman”.

Nesta segunda-feira, o juiz Sergio Moro determinou o bloqueio de 20 milhões de reais em uma das contas de Ribeiro e do mesmo valor de conta ligada a uma casa de câmbio da qual o operador é proprietário.

 

Fonte: Verdade Gospel

Sobre Anaildo Colonia

Mundo Gospel

Apocalipse, da Record quer alertar o mundo sobre volta de Jesus
Convenção CEADEB indica nome para presidência da ADESAL
Descobertas ruínas da “fortaleza de Salomão”, mencionada na Bíblia
Após orações de amiga, judia se entrega a Jesus e abandona vida de vícios
Igreja Universal rebate Globo após “ataques mesquinhos”
Billy Graham completa 99 anos: ´Não sou um grande pregador, apenas dou o meu melhor´
Samuel Câmara oficializa desligamento da CGADB e forma nova convenção
Durante culto, jovem se converte e confessa assassinatos
Hinos da Harpa ganham versão em desenho animado
Damares apesenta novo videoclipe
Usado por Deus: Jimmy Mansur, um ministério impactante
Um grande legado: Pastor Adão Ferreira Lima, Monte Alegre em Guaratinga-Bahia
Scroll To Top