Prefeita de Porto Seguro Cláudia Oliveira transforma o ato de inauguração da estrada da colônia em discurso onde promete doar uma calcinha a um radialista

Foto

Um dos eventos mais esperados do ano no município de Eunápolis virou palco de palavras e expressões de baixo nível e sem nenhum pudor ou respeito às famílias presentes no local.

Com a presença do Senador Otto Alencar (PSD), do Prefeito Robério Oliveira (PSD), e da ex-candidata Larissa Oliveira que não conseguiu a sonhada eleição para Deputada Estadual, Cláudia Oliveira perdeu totalmente a compostura ao fazer menção que doaria uma calcinha vermelha ao comunicador da rádio super 98FM, não satisfeita, a filha, Larissa Oliveira, ridiculamente também ofertou doar uma calcinha ao comunicador.

Não importam quais tenham sido as motivações que levaram ambas a proferirem expressões tão vulgares, aliás, tais expressões falam muito acerca do caráter de quem as profere.

É vexatório assistir a um vídeo em que mais uma vez a Prefeita Cláudia, debocha da sociedade, no entanto cenas como estas não causam mais espanto mas sim repudio, não é a primeira vez que Cláudia é filmada em cenas tão grotescas quanto as de hoje.

REFRESCANDO A MEMÓRIA:

Um vídeo obtido pelo GLOBO mostra Cláudia e o marido, Robério Oliveira, que é prefeito da vizinha Eunápolis, caminhando em uma região de praia com amigos.

Em dado momento, ao passar por uma pequena ponte de madeira, ela, que é deputada estadual, ri e começa a simular um discurso.

Ainda que em tom de brincadeira, Cláudia fala em desviar verbas de emendas de parlamentares ao Orçamento. — Estou visitando aqui meu povo, povo da periferia.

Eu colocarei emendas, farei projeto para uma ponte que vai beneficiar aqui toda a comunidade. Uma ponte onde serão investidos dois bilhões.

Um bilhão eu fico — diz, em meio a risadas.

Robério, que está filmando, avisa: — Ó rapaz, tá gravado, viu? Tá gravado tudo aqui. Tá tudo gravado e eu vou botar na Globo.

Nessas coisas que sai… O prefeito de Eunápolis ainda chama uma suposta assessora que acompanha o grupo e pergunta se ela concorda. Ela, também em meio a gargalhadas, complementa: — Eu tô de acordo. Eu concordo. Dois bilhões para investir, um bilhão para ficar. Procurada para comentar a gravação, a candidata Cláudia Oliveira afirmou, por meio de sua assessoria de imprensa, que o vídeo seria montagem.

Segundo a assessoria, a candidata estaria se referindo a peixes e diria que iria ficar com o “agulhão”.

O GLOBO pediu que enviassem a suposta versão original do vídeo, que eles diziam ter em mãos, mas até o fechamento desta edição as imagens não foram enviadas.

MEDO DA OPOSIÇÃO?

Cláudia Oliveira, Agnelo Santos e Robério Oliveira sabem o quanto estão enfraquecidos politicamente, a deflagração das operações Fraternos e Gênesis, descortinaram um esquema milionário de lavagem de dinheiro por meio de fraudes em licitações; tais licitações favoreciam amigos e familiares dos 3 prefeitos supracitados, formando assim uma CIRANDA DA PROPINA.

A população assistiu com muito nojo a forma com que Cláudia e seu marido (acusados pela Policia Federal) desviavam dinheiro público.

Resta a pergunta: Em um ato tão grandioso como a entrega de uma obra com 12 anos de atraso, por que Claudia encontrou uma forma de alfinetar a oposição?

O comum discute fatos. 
O sábio discute ideias.
O medíocre discute pessoas.

Nem a presença de um senador da republica fez com que Cláudia Oliveira e sua família mantivessem (ainda que por aparência) o decoro e respeito; uma calcinha é uma peça intima, e observar a disponibilidade da prefeita e de sua filha em doar a PRÓPRIA CALCINHA faz com que possamos concluir muito sobre o caráter de tais pessoas.

Um ato e uma frase sem pudor proferida justamente no dia das MÃES, causa repudio por parte da sociedade em face desta família Oliveira, mas a resposta foi dada nas urnas no ano de 2018, e muito em breve uma nova resposta será esmagadora e humilhante, quem viver verá.

Cláudia, quanto a sua expressão em doar calcinhas, não se preocupe, a sociedade não espera e nem se surpreende com algo tão repugnante saído da sua boca, impressionante seria se você possuísse outra postura.