Vereador Evaí Fonseca, desequilibrado e mal assessorado

De maneira desequilibrada o Edil Evaí Fonseca, que também é presidente da casa legislativa de Porto Seguro, ataca levianamente a imprensa, principalmente os sites que tem realizado denuncias que tem provado a falta de lisura do discurso e ações do vereador.

O vereador fez fortes acusações em face da imprensa com o intuito de descredibilizar o trabalho tão importante que a imprensa possui com o fito de informar com transparência e imparcialidade, coisa que Edil não tem demonstrado, pois sua postura agressiva e antiética demonstra total descontrole emocional.

 De maneira sutil e o vereador classificou a imprensa como a imprensa do bem, e a imprensa do mal, obviamente sem mencionar nomes ou endereços web, a estratégia do vereador certamente é fazer com que determinados sites que denunciaram o aluguel do painel com um valor exorbitante caia no descredito.

Surge a pergunta: Para Evaí Fonseca, qual/quem faz então o papel da boa imprensa?

A nota pública realizada pelo observatório Social de Porto Seguro, o vereador afirma que em momento algum fiscalizou ou avalizou as licitações da CMP.

Com um discurso bastante redundante e politiqueiro, o vereador apenas reafirmou quem nem sempre os valores licitados são pagos integralmente, uma vez que, jamais ouvimos nenhuma empresa devolver qualquer valor que tenha sido pago ainda que o trabalho não tenha sido realizado integralmente, ou que a prefeitura/câmara tenha requerido um balanço do serviço prestado para que haja um pagamento justo pelo serviço contratado.

 Contudo o Edil Evaí Fonseca não respondeu a pergunta que tanto queremos saber a resposta:

Porque alugar um painel com o valor estratosférico de 180.000,00, no sentido que com este mesmo valor poderiam ter sido comprados até mais de um painel?

RESPONDA EVAÍ.