Preso pela manhã, testemunha de Uldurico Pinto Júnior em processo de cassação deixa delegacia de Eunápolis

Foto

Após pagar fiança de um salário mínimo, arbitrada pelo delegado plantonista Alberto Passos, o ex-assessor parlamentar João Ribeiro, deixou a delegacia territorial de Eunápolis agora a tarde, onde permaneceu detido desde a manhã desta quarta-feira, 4 de novembro, por ordem do juiz eleitoral local Wilson Nunes, que o enquadrou no crime flagrante de falso testemunho.

João acessor

Ribeiro foi ouvido em Eunápolis, onde reside, arrolado como testemunha do processo eleitoral que pede a cassação do mandato do deputado federal Uldurico Pinto Júnior (PTC), acusado pelo vereador de Salvador Joceval Rodrigues (PPS), suplente e autor do pedido de cassação, de usar as emissoras de rádio da família, em Teixeira de Freitas, para promover sua candidatura, comprar votos e atacar adversários políticos. 

João Ribeiro trabalhou na campanha do deputado Uldurico Júnior no ano passado e se apresenta na cidade como “marqueteiro”. Há anos que ele trabalha com a família Pinto e foi assessor parlamentar em Brasília do então deputado Uldurico Pinto (pai), que passou o dia em Eunápolis providenciando advogados e o pagamento da fiança.

Fonte: Bahia40graus.com