PSC se reinventa e quer mudar quadro político nacional a partir do Paraná

Quando o pastor Everaldo Pereira se lançou candidato a presidente, em 2014, inaugurou uma tendência adotada por vários pretendentes à presidência este ano.

Ele falava em ser “conservador nos costumes e liberal na economia”, frase que é repetida atualmente por João Amoedo e Jair Bolsonaro.

O Partido Social Cristão (PSC) está se reinventando nessas eleições.

Em entrevista ao Gospel Prime, Everaldo afirma que está “confiante” nos resultados das urnas em outubro.

O PSC fechou, segundo ele, uma “aliança programática” com Álvaro Dias (Podemos) indicando o economista Paulo Rabello de Castro.

“Nós não abrimos mão de nossos princípios.

O Podemos acolheu o nosso Plano de 20 Metas e cremos que temos uma possibilidade real de ir ao segundo turno”, destaca Everaldo. Segundo ele, “Paulo Rabello é o melhor quadro técnico para trazer desenvolvimento ao Brasil”.

O pastor acredita que o eleitor evangélico não irá votar, necessariamente, em candidatos que compartilhem da mesma fé.

“Todo brasileiro quer como presidente uma pessoa honesta, ficha limpa. Queremos alguém que nos livre da desgraça que foi no país nos últimos anos”, assevera.

De fato, Álvaro Dias não possui essa identificação com o segmento, mas Everaldo entende que o PSC assegurará que a chapa “defenda o Brasil e defenda os nossos princípios [cristãos]”.

 

 

 

 

Fonte> Gospel Prime