`Quem chama a homossexualidade de pecado é Deus, não eu´, diz filho de Billy Graham

Foto

O evangelista Franklin Graham insistiu em afirmar que ele não odeia os homossexuais, mas disse que os ativistas LGBT precisam “falar com Deus” se eles não gostam que a homossexualidade seja chamada de pecado.

“Por que os cristãos não podem ter a liberdade de dizer ‘Não’ para o que eles querem dizer? A comunidade LGBT continua a atacar os cristãos para tentar que aceitemos seu estilo de vida, mas não vão conseguir”, escreveu Graham no Facebook, na última quarta-feira (20), referindo-se a empresários cristãos sendo pressionados a prestar serviços para cerimônias de casamento gay.

“Deus chama o pecado da homossexualidade – vá falar com Ele se você não gosta disso. Ele é quem define o pecado, não eu.

Como um cristão, é claro, eu não odeio os homossexuais, eu os amo e quero que eles saibam a verdade”, acrescentou.

Graham destacou que respeita o direito que os homossexuais têm de fazer suas escolhas, mas não é por isso que precisa negar as convicções que desenvolveu conforme a Bíblia.

“Se eles optaram por viver esse estilo de vida, certamente têm a liberdade de fazê-lo neste país – mas não me diga que eu tenho que acreditar ou apoiar isso”, afirmou.

 

 

 

Fonte> CPADnews