Radialista Jota Bastos denuncia dono de site que viveria de extorsão

Foto

Embora não seja do desconhecimento de ninguém, sobretudo em Eunápolis e  entre os profissionais da imprensa, os métodos usados pelo “jornalista” Jackson Domiciano  para extorquir políticos e empresários, segundo o radialista Jota Bastos, da Ativa FM e da página Sociedade Anônima, no Facebook, aparece mais uma prova inequívoca de que o tal “jornalista” não possui o mínimo de decência ou ética no exercício da profissão, que foi a recente revelação de que ele, juntamente com dois filhos, estariam integrando, na condição de fantasmas,  a folha de pagamento da Prefeitura de Itapebi, cujas dificuldades financeiras são enormes, recebendo quase 8 mil reais em salários. A denúncia foi feita ao radialista pelo presidente da Câmara de Itapebi, Leo de Noeme.

Segundo o presidente, os três não trabalham e há suspeitas de que um deles mora nos Estados Unidos. Ainda segundo a denúncia, isso geraria  uma perda de aproximadamente 8 mil reais mensais aos cofres públicos, dinheiro  este que daria para pagar no mínimo 10 servidores que perderam o emprego por falta de dinheiro para pagar salários.

Jacksom Domiciano

O “jornalista”, que seria protegido na administração de Itapebi, considerada uma verdadeira calamidade pública,  não possui o segundo grau completo, e é também conhecido no meio jornalístico pelo erros crassos de gramática e pelas constantes mudanças de opinião, tal qual aconteceu recentemente com relação à prefeita Alice, de Belmonte, a quem, depois de muito sugar, passou a acusar – inclusive de ter sido ameaçado de morte – e recentemente passou a defender novamente.

Diz Jackson, no melhor estilo sambarilove, “ora, se pagar bem, que mal tem?”

 

Fonte: Topatudo.com