Senami lança campanha para ajudar as vítimas do ciclone em Moçambique, Zimbábue e Malawi

Foto

A passagem de um ciclone, seguida de fortes tempestades que duraram dias, deixou mais de 700 mortos em Moçambique, Zimbábue e Malawi, países localizados no oeste da África.

Para ajudar as vítimas, organizações humanitárias brasileiras e internacionais estão atuando nestes países; e a Secretaria Nacional de Missões da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil também se alistou para este trabalho e está arrecadando doações em dinheiro.

Os valores serão distribuídos entre as secretarias de missões das Assembleias de Deus no Brasil e que atuam nos países. 

Os recursos serão destinados para a compra de água, comida e reforma ou reconstrução dos templos atingidos pelos temporais.

Doações de dinheiro, em reais, podem ser depositadas na conta Senami. O banco é Bradesco, agência: 3325-1, Conta Corrente: 1011072-6.

Se houver alguma dúvida, entre em contato com a Senami pelo telefone: (21) 3351-5456 / 2481-6016; pelo WhatsApp:  (21) 98769-7767 ou pelo e-mail:  atendimento@senami.com.br.

Segundo a ONU, cerca de 1,85 milhão de pessoas foram afetadas nas últimas semanas. A força dos ventos e das inundações destruiu casas, plantações e estradas. Com isso, falta água potável, comida, remédios e abrigo.

Muitas pessoas ficaram isoladas por dias sem ter o que comer nem onde se proteger das chuvas.
 
A ONU estima que serão necessários ao menos US$ 337 milhões para custear os três primeiros meses de ajuda humanitária aos países.

Até a última terça-feira (26), apenas 2% desse total havia sido obtido.

 

 

 

Fonte> CPADnews