NOTÍCIAS QUENTES
Capa / Gospel / `Servirei a Jesus até o último suspiro´, diz pastor que teve dedos quebrados por evangelizar
`Servirei a Jesus até o último suspiro´, diz pastor que teve dedos quebrados por evangelizar

`Servirei a Jesus até o último suspiro´, diz pastor que teve dedos quebrados por evangelizar

Jatya, um pastor do sul da Índia, ainda consegue se lembrar bem das oito vezes em que ele sofreu perseguição por causa de sua fé, todas registradas em recortes de jornais antigos, que ele guarda em um envelope desbotado.

Em 1992, a polícia ordenou que Jatya parasse de compartilhar a mensagem de Cristo com outros em sua aldeia.

Depois que ele se recusou a parar, a polícia quebrou todos os seus dedos.

Três anos depois, ele foi espancado e preso por uma semana.

Outra vez, um vizinho hindu atacou Jatya com uma corrente de bicicleta, de acordo com um relatório da agência cristã ‘Voz dos Mártires’ (VOM).

Em cada momento que Jatya foi perseguido por causa de sua fé, sua reação foi a mesma: ele voltou às ruas com sua Bíblia, para compartilhar novamente o Evangelho de Cristo com as pessoas.

Com uma ousadia derivada do preenchimento do Espírito, ele sente uma urgência para declarar as Boas Novas!

Mais recentemente, Jatya compartilhou o Evangelho com um jovem em sua aldeia.

Uma multidão de hindus radicais enfurecidos cercou Jatya e o espancou até que ele ficasse inconsciente, de acordo com um relatório da ‘Voz dos Mártires’.

Jatya minimizou a gravidade das agressões ao relatar sua história à agência cristã. Ele disse que a parte mais importante disso tudo é que aquele jovem se tornou um seguidor de Jesus!

Jatya espera que algum dia ele possa encontrar os homens que o espancaram e também compartilhar a mensagem de Cristo com eles.

Quando questionado se ele tem qualquer receio de enfrentar futuras perseguições, Jatya citou 2 Timóteo 1:7 “Porque Deus não nos deu o espírito de temor, mas de fortaleza, e de amor, e de moderação”.

“Servirei a Jesus até o meu último suspiro e quero viver a minha vida por Ele”, acrescentou o pastor.

Sobre Anaildo Colonia

Scroll To Top