Tribos africanas leram Bíblia pela primeira vez com ajuda de ex-escravo

Foto

A primeira vez que os iorubás — segundo maior grupo étnico da Nigéria — tiveram acesso à Bíblia Sagrada foi através dos esforços do primeiro bispo anglicano, que teve o passado marcado pela escravidão.

Samuel Ajayi Crowther nasceu na Nigéria, no atual estado de Oyo, em 1809. Aos 12 anos de idade, sua aldeia foi invadida por muçulmanos Fulani que capturavam escravos e ele foi vendido para comerciantes portugueses, junto com sua família.

Quando Ajayi estava a bordo de um navio negreiro, a embarcação foi tomada pela Marinha Real Britânica. Ele foi levado para Freetown, capital de Serra Leoa, e passou a ser cuidado pela Sociedade Missionária da Igreja Anglicana, onde aprendeu inglês.

Ajayi acabou se convertendo ao cristianismo e foi batizado em 11 de dezembro de 1825, assumindo o nome Samuel Crowther.

Em 1826, ele foi levado para a Inglaterra para participar da Igreja de Santa Maria. No ano seguinte, ele retornou a Freetown para estudar na universidade Fourah Bay College, onde aprendeu temne, grego e latim.

Mais tarde, Crowther se casou com Hassana, que também se converteu ao cristianismo e adotou o nome Asano.

Em 1841, Crowther passou a viajar como missionário durante uma expedição ao Níger e voltou para a Inglaterra, onde foi ordenado pelo bispo de Londres.

 

 

 

Fonte> CPADnews