Vereadores de Belém de Maria são presos: prefeito é considerado foragido pela polícia

Foto

Gae

Quatro vereadores de Belém de Maria e outras duas pessoas foram presas na manhã desta quinta-feira (28) durante uma operação na Mata Sul de Pernambuco. “O prefeito é considerado foragido e o presidente da Câmara está entre os presos”, diz o delegado Vladimir Lacerda . De acordo com a Polícia Civil, as prisões são um desdobramento de outra operação realizada no ano passado, onde um grupo foi preso suspeito de desviar R$ 3 milhões dos cofres da Prefeitura de Belém de Maria, criar empresas fantasmas, lavar dinheiro e fraudar licitações.

Os suspeitos foram levados para o Presídio Rorenildo da Rocha Leão, em Palmares, na Mata Sul de Pernambuco. “Desta vez, o núcleo investigado é o político”, informou o delegado.

Primeiras prisões
Um secretário de finanças e mais seis pessoas foram presas no dia 19 de novembro suspeitos de desviar R$ 3 milhões da Prefeitura deBelém de Maria. A ação do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e da Polícia Civil buscou suspeitos de criar empresas fantasmas, lavar dinheiro e fraudar licitações, segundo a assessoria de imprensa do MPPE.

Na época, quatro suspeitos foram localizados em Água Preta, um em Catente, um em Palmares e outro em Caruaru. O promotor de justiça Frederico Magalhães informou que o secretário de Finanças do município era suspeito de liderar o grupo. “Os demais envolvidos não eram funcionários da prefeitura. Suspeita-se que as empresas fantasmas tenham sido criadas nos nomes de cada uma das outras seis pessoas envolvidas”.