Vexame na Educação: em Eunápolis alunos e pais protestam devido às condições de higiene precária na escola Fernando Alban

Foto

Pais e alunos da escola Professor Fernando Alban, se reuniram na manhã desta quarta-feira (20) para protestar contra as más condições da unidade de ensino.

Imagens feitas pelos denunciantes mostram o teto das salas caindo, sujeira amontoada nos corredores e as janelas e portas infestadas por cupins.

Além disso, segundo os pais, não há funcionários para fazer a limpeza da escola.

A estrutura física da escola também deixou a desejar, as portas e janelas estão infestadas por cupins, comprometendo a saúde e segurança dos alunos.

O telhado também contem indícios de infiltrações e pode acabar se desprendendo vitimando um aluno ou professor.

Além disso, os alunos denunciam que o local oferece riscos à saúde, haja vista que há muitos ratos, pombos e baratas no local.

Uma mãe que preferiu não se identificar, relata: “Quem não conhece e chega aqui na escola tem a sensação de que está tudo abandonado.

O teto está indo todo ‘abaixo’, se não for feita uma reforma urgente, não terá condições de ninguém estudar aqui”, relatou.

Renata Rocha, mãe de um aluno, diz que as condições da escola são insalubres. “A escola não tem condições de iniciar o ano letivo do jeito que está. Tem sujeira do ano passado.

E o pior é a prefeitura não dá nenhum posicionamento”, disse ela, acrescentando que o estabelecimento de ensino está sem o “corpo de funcionários  nós queremos melhorias e isso não é nenhum favor, é o trabalho deles”, lamenta.

PROCESSO SELETIVO REALIZADO; ONDE ESTÃO OS PROFISSIONAIS CONTRATADOS?

No inicio do mês de fevereiro deste ano a prefeitura lançou um edital de contratação de funcionários para várias áreas de atuação existentes no município. Dentre as vagas ofertadas, uma gama de profissionais da área da limpeza participaram e conseguiram a tão sonhada vaga.

No entanto, onde estão estes profissionais quando o município mais precisa? Já foram efetivamente contratados e lotados?

Haja vista que a principal reclamação dos manifestantes é justamente a sujeira acumulada na escola, sem falar na presença de fezes de animais, em quase todas as salas, também encontramos pontas de cigarro nas dependências da escola.

SITES E EMISSORAS LOCAIS “PASSAM PANO” NA CORRUPÇÃO:

Foi noticiado por várias semanas através de veículos de comunicação ligados diretamente ao gestor municipal que o caos na educação foi instalado por intermédio da greve dos professores.

Uma vez que os mesmos pleiteavam derrubar um decreto do executivo que aumentava a carga horária de aula, de 13 para 16 horas/aula.

Radialistas e “jornalistas” não mediram palavras para denegrir a honra dos educadores colocando-os como preguiçosos e indolentes. Mas, e agora com o surgimento de novos problemas, a quem estes senhores irão culpar?

Uma vez que a atitude dos professores foi repudiada, sob a alegação de que os mesmos têm salários altíssimos, por isto eram preguiçosos.

Como devemos classificar os donos de veículos de comunicação que são pagos com dinheiro PÚBLICO para omitir os fatos bizarros ocorrentes em Eunápolis?.

 

 

 

Alinne Werneck – Jornalista